Tributos federais do Simples Nacional voltam a ser cobrados a partir deste mês

Com o fim da prorrogação de seis meses, MEIs, micro e pequenas empresas terão que pagar os encargos referentes a março, abril e maio. Desde junho, valores precisam ser pagos nos meses correspondentes.

Os donos de micro e pequenas empresas e os microempreendedores individuais (MEIs) que escolheram prorrogar os vencimentos dos tributos federais do Simples Nacional dos meses de março, abril e maio terão que fazer esses pagamentos a partir deste mês de outubro.

Em março, o Comitê Gestor aprovou a prorrogação por seis meses para minimizar os impactos econômicos da pandemia do coronavírus nessas empresas.

De acordo com a Receita Federal, não há nenhuma informação do Comitê Gestor do Simples Nacional sobre um novo adiamento.

A prorrogação ocorreu da seguinte forma: os encargos de junho em diante voltaram a ser pagos nos meses correspondentes.

Segundo o Serviço Brasileiro de Apoo às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), 17,72 milhões de pequenos negócios fazem parte do Simples Nacional, sendo 10,6 milhões de MEIs e 7,08 milhões de microempresas e empresas de pequeno porte.

Como a prorrogação dos tributos estaduais e municipais foi só de três meses, desde julho as empresas optantes do Simples Nacional já voltaram a pagar as guias mensais desses impostos.

Em julho, agosto e setembro, elas pagaram o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e o Imposto sobre Serviços (ISS) dos meses de abril, maio e junho.

Fonte: Jornalismo Rádio Videira / G1
Foto: Divulgação