Semana começa com tempo instável

Nesta segunda, previsão indica presença de sol e formação de nuvens. Formação de um ciclone traz mudanças no tempo com possibilidades de temporais na terça

A semana no Estado começa com duas influências. Uma é a umidade do mar entre Norte, Vale do Itajaí e Grande Florianópolis. Outra é a pressão do ar que baixa a partir dos países vizinhos formando nuvens que avançam pelo Oeste em direção a Serra e Sul.

Desta forma a segunda será com muitas nuvens, poucas aberturas de sol e chance de um chuvisco e/ou chuva fraca passageira no Norte, Vale do Itajaí e Grande Florianópolis. Nuvens e chuva a qualquer hora no Oeste. Muitas nuvens, aberturas de sol e chuva mais para o decorrer do dia na Serra e Sul.

A segunda será mais um dia frio em todas as regiões. De acordo com a Epagri/Ciram, na região de Videira as temperaturas devem ficar entre 7°C e 17°C.

Ouça a previsão do tempo com o meteorologista Leandro Puchalski:

 

Terça-feira com deslocamento de um ciclone

A influência no tempo será essa. Com isso Oeste, Serra, Sul e Grande Florianópolis terão um dia com chance de chuva a qualquer hora. No Vale do Itajaí e Norte aberturas de sol ocorrem de manhã com chance de chuva entre tarde/noite.

Temperaturas diferentes pelo Estado. Enquanto Norte e Vale chegam ter um certo aquecimento – 24 a 26ºC – as outras regiões seguem em outro dia frio com 17 a 20ºC à tarde.

Extremos do dia

Importante destacar que há previsão de chuva forte com temporais associados a granizo, raios e trovões em todas as regiões, mas especialmente nas cidades próximas do RS que estão entre Oeste, Serra e Sul. Nestas áreas os volumes de chuva poderão ser bem elevados. Importante destacar que pela posição do ciclone, boa parte dos eventos extremos deverão ocorrer no Estado vizinho.

Vento forte

Chamo atenção que esse ciclone deverá trazer vento forte ao longo da terça-feira com rajadas pontuais próximas dos 100 km/h. De manhã esse vento é mais no Oeste e Meio-Oeste. Ao longo do dia, em todas as regiões.

Na quarta-feira o ciclone estará pelo mar na altura do Estado. Desta forma, as fortes rajadas de vento seguirão na Serra, Litoral Sul e Grande Florianópolis. Nas outras regiões, com menor intensidade.

Fonte: Jornalismo Rádio Videira/ Leandro Puchalski
Foto: Arquivo Rádio Videira