RBV Rádios é finalista no Prêmio IMA de Jornalismo Ambiental

RBV Rádios é finalista no Prêmio IMA de Jornalismo Ambiental Três reportagens, duas de radiojornalismo e outra na categoria internet, estão entre as melhores de SC

Três reportagens da RBV Rádios estão classificadas para a final do 12º Prêmio IMA de Jornalismo Ambiental. A lista com os melhores trabalhos foi divulgada nesta terça-feira, 26, e o anúncio dos vencedores será no dia 3, em Florianópolis.

A RBV Rádios é finalista estadual com duas matérias na categoria radiojornalismo: A Força e o Sabor do Mel Catarinense e Insetos Comestíveis, a proteína do futuro. E também na categoria Internet com a série Vale dos Pomares – Região Meio-Oeste é destaque na produção de frutas.

Para o coordenador de jornalismo da RBV, Murilo Roso, essa classificação é resultado de um novo projeto que envolve as emissoras do grupo. “Estamos fortalecendo o jornalismo em rede e das três reportagens classificadas, duas foram produzidas em conjunto entre as equipes de jornalismo. Além disso, os temas ressaltam o potencial da nossa região, que também é um dos propósitos do projeto. Isso é muito gratificante”.

O Prêmio IMA de Jornalismo Ambiental está em sua 12ª edição e é voltado a reconhecer trabalhos jornalísticos que contribuem com a preservação dos recursos naturais. O prêmio é dividido nas categorias mídia impressa, radiojornalismo, telejornalismo, internet e fotojornalismo.

A edição 2019 do Prêmio teve um número expressivo de inscrições, 123 de todas as partes do estado, distribuídas de acordo com as 16 Regionais do IMA. Após a avaliação dos jurados, consagram-se como vencedores regionais e estão classificados para a final do Prêmio de Jornalismo Ambiental (listados por Regional de acordo com ordem alfabética e identificados pelo nome do inscrito, veículo quando mencionado e título da reportagem):

CATEGORIA RADIOJORNALISMO

Caçador: Rádio Caçanjurê com a reportagem “Insetos comestíveis, a proteína do futuro”.
Chapecó: Rádio Clube São Domingos com “Araucária: gigante catarinense prestes a cair”.
Criciúma: Francine Ferreira com “Fale menos e plante mais – o segredo para a garantia do amanhã”.
Florianópolis: Daniela da Cunha Kirst Legas com a reportagem “Peixes de água doce, a conquista dos rios catarinenses: a truta, a nobreza dos rios gelados”.
Joaçaba: RBV Rádios com “A força e o sabor do mel catarinense”. 

CATEGORIA INTERNET

Blumenau: Jornal de Santa Catarina com o “Especial Fritz Müller”.
Caçador: RBV Rádios – “Vale dos Pomares – Região Meio Oeste de SC é destaque na produção de frutas”.
Floripa: Lucas Rozentalski do Paraizo com a matéria “Saiba como o desmatamento na Amazônia afeta Santa Catarina”.
Mafra: Editora Gazeta do Norte Ltda com “São Bento do Sul quer voar alto”.

CATEGORIA TELEJORNALISMO

Da Regional de Blumenau: TV Coligadas de Santa Catarina com a reportagem “2008 – 10 anos da tragédia”.
Chapecó: Fabiana Elora do Nascimento – “Consciência Limpa”
Criciúma: Adriano Fernando Garcia Zeferino, da NSC, com a matéria “Passagens Subterrâneas evitam atropelamentos de animais em rodovias”.
Florianópolis: Eduardo André Cristofoli, da RIC SC, com a “Série Dossiê Invasões”.
Itajaí: TV Univali com o “Programa Terra e Mar – o futuro da pesca”.
Joinville: Televisão Lages Ltda com a matéria “Projeto de monitoramento de praias resgata animais marinhos nas faixas de areia”.
Nesta categoria dois trabalhos receberão Menção Honrosa: TV Coligadas de Santa Catarina com a reportagem Cartas para Darwin (Blumenau); e NSC TV, Ricardo Von Dorff com a matéria As Baleias Desconhecidas do Litoral Catarinense (Florianópolis).

CATEGORIA FOTOJORNALISMO

Criciúma: DC com a foto intitulada “Pegadas monitoradas no sul do estado”.
Florianópolis: Tiago Santiago Ghizoni, do DC, com a foto “Incêndio no Parque Estadual da Serra do Tabuleiro”.
Joaçaba: Rádio Sociedade Catarinense com a foto “Polinizadores em perigo”.
Mafra: Elvis Lozeiko , do Jornal A Gazeta, com a imagem “Turismo de observação de aves tem um campo fértil”.
Nesta categoria a fotografia de Flávio Tin sobre “Calor, ventos e estragos”(Florianópolis) recebe Menção Honrosa.

CATEGORIA MÍDIA IMPRESSA

Blumenau: Jornal O Município com a reportagem “Plantando o futuro”.
Criciúma: Lariane Cagnini, do DC, com a matéria “Atenções se voltam às barragens de SC”.
Florianópolis: NC Comunicação / Hora de Santa Catarina com o trabalho “Conheça a Trilha Aquática do Rio Vermelho”.
Mafra: Editora Gazeta do Norte Ltda com a “Série sobre o Contorno Norte de São Bento do Sul”.

A solenidade de premiação ocorre na próxima terça-feira, 03 de dezembro, às 20h, no Clube dos Oficias na Trindade, em Florianópolis. Durante a cerimônia serão revelados os vencedores estaduais de 2019 do Prêmio IMA de Jornalismo Ambiental que levarão certificados, troféus e o prêmio em dinheiro:
• 1º lugar Estadual: R$ 5 mil por categoria
• 2º lugar Estadual: R$ 2,5 mil por categoria

O Prêmio IMA de Jornalismo Ambiental é uma iniciativa do Instituto de Meio Ambiente de Santa Catarina, com patrocínio da ENGIE Brasil Energia, e apoio da Associação Catarinense de Imprensa (ACI), Associação dos Diários do Interior (ADI), Associação dos Jornais do Interior (Adjori), Associação Catarinense das Emissoras de Rádio e TV (Acaert) e Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Santa Catarina. Em 2019, o prêmio tem a coordenação da Editora Expressão.

Fonte: RBV Rádios
Foto: Divulgação
Comentários
Carregando...