Forte inflação muda hábitos das famílias na hora das compras

O IPCA dos últimos 12 meses, de agosto de 2020 à agosto de 2021, acumula alta de 9,68%

O IPCA dos últimos 12 meses, de agosto de 2020 à agosto de 2021, acumula alta de 9,68%. A forte inflação é observada nos combustíveis, energia elétrica, alimentos e na maioria dos produtos e serviços. Isso se reflete na hora de o consumidor ir às compras. Muitas famílias tiveram que mudar os hábitos e estão sentindo dificuldades na hora de colocar comida na mesa

Para se ter uma ideia, a cesta básica na capital catarinense, Florianópolis, saltou de R$ 530 para R$ 659 de agosto de 2020 para agosto de 2021. Um aumento de mais de 24 %. Itens básicos, como a carne, estão entre os produtos que pesam cada dia mais no bolso do consumidor.

O economista, Luiz Carlos Bondicz, afirma que há um aumento contínuo e generalizado de preços, e que esse momento inflacionário ocorre tanto nos custos quanto na demanda.

Desde 2016, Bondicz realiza uma pesquisa mensal de preços da cesta básica em Videira, e em 2021 a aceleração de preços se intensificou, revela.

Assim, com uma inflação generalizada, procurar pelo menor preço é a melhor saída, orienta o economista.

Assista à reportagem e saiba mais:

Fonte: Ramon Gabriel/RBV Notícias