Fecam anuncia acordo para compra da vacina CoronaVac por municípios de SC

Protocolo de intenções com Instituto Butantan será assinado em 10 de dezembro.

A Federação Catarinense dos Municípios (Fecam) confirmou um acordo com o Instituto Butantan para permitir a compra de doses da vacina CoronaVac para municípios de Santa Catarina que tiveram interesse na aquisição. O imunizante contra o novo coronavírus é desenvolvido pela farmacêutica chinesa Sinovac com parceria da instituição paulista nos testes feitos no Brasil.

O protocolo de intenções a ser firmado entre Fecam e Butantan prevê a possibilidade de que municípios catarinenses comprem doses da CoronaVac depois que a vacina obtiver o registro de uso na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O documento não estabelece quantas doses poderiam ser adquiridas nem prazos, já que a negociação depende da autorização do imunizante junto à Anvisa. No entanto, segundo a Fecam, há uma estimativa do Butantan de que as doses poderiam ser oferecidas a partir de fevereiro.

A assinatura do protocolo de intenções entre Fecam e Butantan foi marcada para o dia 10 de dezembro, às 14h, na sede do Instituto Butantan, em São Paulo. O presidente da Fecam, Paulo Roberto Weiss, que é prefeito de Rodeio, no Vale do Itajaí, e outros quatro membros do Conselho Executivo da entidade já confirmaram presença.

O acordo também não estabelece os valores para a negociação, mas o Butantan tem uma estimativa inicial de preço de R$ 16 por dose, conforme a entidade catarinense.

O diretor-executivo da Fecam, Dionei Walter da Silva, diz que o contato com o Butantan foi feito depois que alguns municípios procuraram a entidade com intenção de comprar doses da vacina para imunizar profissionais de saúde, professores, grupos de risco e até mesmo a população em geral. Essas compras seriam pagas com recursos próprios dos municípios, o papel da Fecam seria apenas de intermediar a negociação junto ao instituto paulista.

Fonte: Jornalismo Rádio Videira / DC
Foto: Divulgação