Estudantes de SC terão aulas de Defesa Civil

Serão aulas sobre redução de riscos, autoproteção, gestão de desastres e cuidados com o meio ambiente. As unidades de ensino terão três anos para se adequar ao novo modelo imposto pelo governo do Estado.

Um decreto assinado pelo governador Carlos Moisés da Silva cria o Programa Defesa Civil na Escola (PDCE). Na prática, os estudantes das escolas públicas e privadas vão ter aulas sobre redução de riscos, autoproteção, gestão de desastres e cuidados com o meio ambiente. Pelo decreto, as unidades de ensino terão três anos para se adequar ao novo modelo imposto pelo governo do Estado.

Os moldes do novo programa são semelhantes ao que é feito pela Polícia Militar (PM-SC) no Proerd, que trabalha a orientação sobre drogas. No caso do PDCE, porém, as atividades são feitas pelos próprios professores das escolas. Para isso, eles vão passar por capacitação através da Defesa Civil de Santa Catarina. O curso terá carga-horária de 80 horas, com certificação.

O programa vai ser aplicado para os alunos do 6º ou, preferencialmente, 7º ano do Ensino Fundamental, de acordo com o decreto do governo. Custos eventuais para a implantação do PDCE serão bancados pela Defesa Civil catarinense.

A intenção do governo, segundo o novo programa, é incorporar a temática de proteção nas escolas de forma interdisciplnar ou transdisciplinar, capacitar alunos e professores para atuarem de forma compartilhada e eficaz nas redução de riscos e gestão desastres e incentivar a comunidade escolar a se tornar multiplicadora dos ensinamentos no ambiente comunitário.

Apesar o decreto estar valendo deste segunda-feira (26), quando foi publicado oficialmente, as escolas terão até 2024 para se adequar.

 

Com informações de NSC