Especialista diz que produtores não são culpados por preço elevado do arroz

Brasil não deve sofrer com o desabastecimento de arroz mesmo diante das dificuldades de estocar o produto

Os altos preços pagos pelo arroz alcançaram uma pequena parcela dos produtores catarinenses, conforme avalia Gláucia Padrão, analista do Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola da Epagri (Epagri/Cepa). “De janeiro a julho, período da colheita do grão no Estado, aproximadamente 87% da produção já havia sido comercializada, ao preço médio de R$ 51,42 pago pela saca de 50kg”. Gláucia diz que a culpa não é do produtor, quando se fala que o preço ao consumidor está aumentando e que no ano passado o preço já iniciou elevado ao produtor.

Ainda Segunda Gláucia, alguns produtores têm por costume comercializar o arroz na medida em que vai colhendo.

Fonte: Jornalismo Rádio Videira
Foto: Divulgação