Chape conquistou um ponto contra o Grêmio

O artilheiro fica fora do jogo contra o Ceará.

A Chapecoense pode, ainda, não ter a cara de Emerson Cris, mas no segundo jogo sob o comando interino é visível a evolução. No empate por 3 a 3 contra o Grêmio, fora de casa, no fechamento da 13ª rodada do Campeonato Brasileiro, o time mostrou vontade e organização tática. Situações que deixam o torcedor esperançoso por dias melhores na Arena Condá.

A estratégia montada por Cris foi a correta frente a um adversário perigoso, principalmente jogando como mandante. A Chape entregou a bola ao Grêmio, mas sem deixar de organizar a marcação. Basta observar os números ao término do primeiro tempo. O Tricolor teve vantagem no quesito posse de bola: 61% contra 39% do Verdão.

Com linhas bem montadas, a Chapecoense dificultou o trabalho gremista por baixo, fechou os extremos do campo para impedir os avanços de Everton. Conseguiu. Mas, sofreu o primeiro gol pelo alto, em vacilo defensivo. Mas teve vontade para buscar o empate após jogada individual do artilheiro Everaldo, que marcou seu primeiro gol fora da Arena Conda nesta Série A.

O goleiro Tiepo falhou no chute de Everton, que retomou a vantagem no placar para o Grêmio. Mas mais uma vez a Chape funcionou na base da vontade e organização tática. Soube atacar e chegar ao gol de empate pela segunda vez. Em jogada ensaiada, Camilo cobrou escanteio na primeira trave, e Campanharo antecipou para testar firme e garantir o 2 a 2 no primeiro tempo.

Na etapa final, a Chape suportou a pressão gremista logo no início, se estabeleceu em campo e aproveitou um rápido contra-ataque para virar. A exemplo do que já tinha acontecido no empate por 0 a 0 contra o Bahia, Augusto atuou por várias vezes explorando o lado direito do ataque e foi assim que ele encontrou Arthur Gomes, que fez o terceiro gol.

 

Fonte: Rádio Videira/Globo.com
Foto: Globo.com
Comentários
Carregando...