Câmara de Vereadores de Videira elege novo presidente

Carlos Demenek assume o cargo deixado por Nédio Martins

Os vereadores da Câmara de Videira realizaram na quinta-feira, 19, a última sessão deste ano. Além da votação dos projetos que estavam na pauta, em virtude da renúncia do presidente e do vice-presidente na sessão da última terça, a reunião desta quinta contou com a eleição para presidente e vice-presidente da Mesa Diretora para o ano de 2020.

Por seis votos a cinco, a partir de 1º de janeiro, assume o cargo de presidente o vereador Carlos Demenek. Já o cargo de vice-presidente será ocupado pelo vereador Nédio Martins. Os cargos de primeiro-secretário e segundo-secretário seguirão sendo ocupados pelos vereadores Edinei Menegon e Albertina de Barros, respectivamente, já que os mesmos não renunciaram.

O vereador Nédio Martins aproveita para avaliar os trabalhos desenvolvidos à frente da Câmara durante o ano de 2019.

 

Já o vereador Carlos Demenek fala da expectativa em estar presidindo a Casa de Leis no próximo ano.

 

Também concorreram aos cargos da Mesa Diretora os vereadores Eduardo Sporr, como presidente, e Gilberto Thibes de Campos, como vice-presidente.

Projetos aprovados

Em turno único, foi aprovada a Moção de Apelo número 12/2019. De autoria do vereador Jorge Antonio Lopes Oliveira, o documento deve ser enviado ao chefe do Executivo do Estado para que estenda às carreiras da Polícia Civil, Polícia Penal e IGP as regras de aposentadoria previstas aos Policiais Militares, dando tratamento isonômico na Reforma da Previdência a todos integrantes da Segurança Pública.

Em segundo turno, foi aprovado o Projeto de Lei Complementar número 035/2019, que acrescenta e exclui ruas no anexo VIII, item C, do Código Tributário Municipal. O projeto propõe a atualização da legislação tributária municipal visando acrescentar novas ruas tendo em vista a provação de novos loteamentos, bem como cadastramento de imóveis em ruas ainda não incluídas na planta genérica de valores, bem como excluir aquelas que apresentaram alteração da denominação.

Foi aprovado o Projeto de Lei Complementar número 036/2019, que autoriza o Poder Executivo a criar Zona Especial de Interesse Social (Zeis) e alienar bens imóveis para fim de habitação de interesse social. A criação da Zeis junto ao Loteamento Habitacional Rio das Pedras, localizado no bairro Rio das Pedras, tem o objetivo de contemplar novos lotes para a criação de um novo loteamento habitacional.

Foi aprovado o Projeto de Lei número 126/2019, que dá denominação a imóvel público municipal. Pela proposta, o Armazém Araucária receberá o nome de André David Brandalise, uma forma de homenagem a um dos primeiros empreendedores da cidade, responsável pela construção do primeiro moinho no Rio das Pedras e um dos fundadores da Ponzoni&Brandalise, que mais tarde se tornaria a Perdigão, atual BRF.

Foi aprovado o Projeto de Lei número 127/2019, que dispõe sobre o Sistema Municipal de Cultura (SMC). O SMC visa subsidiar elementos para a proposição e execução de políticas públicas do município na área de Cultura, sendo um dos componentes fundamentais para o desenvolvimento cultural de Videira e necessário também para o embasamento do Plano Municipal de Cultura.

Foi aprovado o Projeto de Lei número 128/2019, que cria o Conselho Municipal de Cultura. A criação do conselho tem a finalidade de elaborar propostas e deliberar sobre matéria relacionada com a polícia pública municipal de cultura do município de Videira.

Foi aprovado o Projeto de Lei número 129/2019, que autoriza o chefe do Poder Executivo a conceder incentivos de fomento e infraestrutura. A proposta visa conceder incentivos de fomento e infraestrutura para a Agropecuária Carboni, para viabilização de empreendimento, através de pavimentação asfáltica em determinadas áreas da VDR-070.

Foi aprovado o Projeto de Lei número 130/2019, que homologa a primeira avaliação do Plano Municipal de Educação. A avaliação tem como objetivo principal o monitoramento das metas e ações do Plano Municipal de Educação (PME), que foram deflagradas na rede municipal de Videira no triênio de 2015 a 2018.

Foi aprovado o Projeto de Lei número 131/2019, que autoriza o Poder Executivo a proceder a concessão de direito rela de uso de imóvel público que especifica à empresa Videplast. A finalidade da concessão é a ampliação da indústria e das áreas de acesso e movimentação logística, que devem garantir geração de 200 novos empregos, por isso, a empresa solicitou o uso do imóvel a título de incentivo econômico.

Foi aprovado o Projeto de Lei número 132/2019, que autoriza o chefe do Poder Executivo a repassar recursos, através do Fundo Municipal de Saúde, ao Instituto de Ensino e Assistência Social – Hospital Salvatoriano Divino Salvador. A proposta visa garantir a cooperação financeira do município para pagamento complementar dos valores constantes na tabela SUS, visando a realização de cirurgias eletivas de média e alta complexidade.

Por fim, foi aprovado o Projeto de Lei número 133/2019, que altera a Lei número 2.256/2009, que regulamenta o uso de espaços públicos municipais. O projeto visa habilitar os espaços públicos do Armazém Araucária para futura permissão de uso.

Recesso

Após a sessão desta quinta-feira, 19, os vereadores entram em recesso, retornando com as sessões no dia 4 de fevereiro de 2020.

Fonte: Jornalismo Rádio Videira/ Assessoria de Imprensa
Foto: Assessoria de Imprensa
Comentários
Carregando...