Aumento no consumo de internet varia entre 30% e 50% na região

Impedidas de sair de casa, as pessoas utilizam a rede para lazer e também para o trabalho

O isolamento social causado pelo coronavírus aumentou o consumo de internet e causou mudanças no padrão de utilização da rede. O tráfego de dados usados em conferências de vídeo, serviços de streaming, como Netflix, por exemplo, além de notícias e sites de comércio virtual subiu desde a declaração da pandemia e principalmente após as medidas que restringem as atividades. Impedidas de sair de casa, as pessoas utilizam a rede para lazer e também para o trabalho.

Na região, os provedores de internet afirmam que o aumento no consumo está variando entre 30% e 50% na comparação com o que era habitual antes da pandemia.

O diretor da Infonet, Paulo Araldi, que trabalha com internet rural, diz que o aumento verificado foi de 30%, já que muitas pessoas acabaram deixando as residências que possuem na cidade para passar o período em seus sítios no interior. Ele também destaca que as plataformas de vídeo são as principais responsáveis pelo aumento.

 

Tobias Basso Carlim, gerente administrativo da Infopasa, destaca que o aumento no consumo também tem ficado na casa dos 30% e lembra que, devido a grande quantidade de acessos, sites e aplicativos podem apresentar lentidão.

 

Já Vilson Giazoni, da Unifique, afirma que o aumento foi de quase 50% considerando as cidades atendidas pela empresa.

Fonte: Jornalismo Rádio Videira
Foto: Imagem ilustrativa/ Divulgação